Clubes Bíblicos
Motivando gerações para multiplicar discipuladores
Hora Silenciosa

Semana 21 - Domingo

Capaci... o quê?

Texto (tradução - NVI):

1 Tessalonicenses 2.13-16
 13 Também agradecemos a Deus sem cessar, pois, ao receberem de nossa parte a palavra de Deus, vocês a aceitaram não como palavra de homens, mas segundo verdadeiramente é, como palavra de Deus, que atua com eficácia em vocês, os que crêem. 14 Porque vocês, irmãos, tornaram-se imitadores das igrejas de Deus em Cristo Jesus que estão na Judéia. Vocês sofreram da parte dos seus próprios conterrâneos as mesmas coisas que aquelas igrejas sofreram da parte dos judeus, 15 que mataram o Senhor Jesus e os profetas, e também nos perseguiram. Eles desagradam a Deus e são hostis a todos, 16 esforçando-se para nos impedir que falemos aos gentios, e estes sejam salvos. Dessa forma, vão sempre completando a medida dos seus pecados. Sobre eles, finalmente, veio a ira.

Comentário:

Os cristãos em Tessalônica estavam sendo perseguidos. Embora haja discussão sobre quem os perseguia (judeus ou gentios), o que está muito claro é o motivo da perseguição: a fé em Jesus Cristo e a proclamação dEle. E isso lá é motivo de gratidão? A perseguição não é agradável – mas pode ser motivo de gratidão, sim. Vamos analisar. Jesus, por Suas palavras e ações, revelava o pecado das pessoas. Isso pode gerar reações que variam entre admiração, indiferença, arrependimento, escárnio e perseguição. Jesus disse a Seus discípulos que eles enfrentariam perseguição (Mt 5.11, 12; Jo 15.18-21) e até os avisou para terem cuidado se não a enfrentassem (Lc 6.26). E por que isso é motivo de gratidão? Porque é a resposta do mundo externo à transformação interna de cada cristão. A partir do momento que a Palavra é aceita, ela se torna um agente de transformação mediante a ação do Espírito Santo (1Ts 1.5). Na medida em que somos transformados para sermos conforme a semelhança de Cristo, começamos a provocar o mesmo tipo de incômodo que Ele provocava. Perseguidores podem tentar denegrir seu caráter, impedir que você fale de Jesus ou qualquer outra coisa, mas jamais poderão apagar a Palavra, negar o que Cristo fez em você nem ficar impunes (v. 16).

O seu bom testemunho de transformação, tanto falado quanto vivido, argumenta a favor de Cristo, o qual, pela ação do Espírito Santo, Se torna visível em você. Que tipo de reação o seu testemunho tem gerado nos incrédulos ao seu redor?

O texto acima foi extraído do Diário de Hora Silenciosa Jovem. Para adquirí-lo, clique aqui.